Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 932 mortes por COVID-19superando pelo segundo dia consecutivo a fasquia das 900 vítimas mortais.

O balanço de vítimas do novo coronavírus em território espanhol é de agora 10.935 óbitos e 117.710 infetados. O número de infeções registadas ultrapassa pelo primeira vez os dados de Itália (115.242)

Na totalidade, Espanha conta com mais de 6.000 pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos.

Por outro lado, pelo menos 30.513 pessoas tiveram alta e são consideradas curadas da infeção.

O novo coronavírus, SARS-CoV-2, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 51 mil. Dos casos de infeção, cerca de 190.000 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 525 mil infetados e mais de 37 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 13.915 óbitos em 115.242 casos confirmados até quinta-feira.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, enquanto os Estados Unidos, com 6.058 mortos, são o que contabiliza mais infetados (245.573). Na quinta-feira registaram o número mais elevado de óbitos num só dia num país (1.169) em meados do mês, para a reabertura das fronteiras externas do bloco.

Em Portugal, segundo o balanço feito na quinta-feira pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 209 mortes, mais 22 do que na véspera (+11,8%), e 9.034 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 783 em relação a quarta-feira (+9,5%).

Portugal iniciou às 00:00 de hoje a renovação do estado de emergência devido à pandemia de covid-19 por mais 15 dias, até 17 de abril, abrangendo o período da Páscoa.

Como é que o sabão destrói o vírus? Dúvidas sobre a lavagem das mãos

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.