Costuma dizer-se que os amigos são a parte da nossa família que podemos escolher. Com eles partilhamos alguns dos momentos mais importantes da nossa vida.

Os melhores amigos chegam a estar, muitas vezes, à frente dos nossos parentes mais próximos. Estão lá quando mais precisamos. São verdadeiros irmãos para nós.

Porém, tal como toda a gente, não são perfeitos e, por vezes, falham. Tornam-se demasiados competitivos ou críticos, agressivos ou insensíveis... E nós perdoamos em nome da nossa boa amizade.

Mas como amigos que somos devemos fazer mais do que perdoar. Temos o dever de os ajudar a corrigir os seus erros. Vítor Rodrigues, psicólogo, ajuda-nos a tomar a decisão certa, partindo de oito situações-tipo que podem surgir entre amigas. Só tem de ensaiar o discurso.

«Não suporto o marido da minha amiga. Ainda por cima cola-se sempre que combinamos alguma coisa»

O que fazer
«Assumir os sentimentos mas adoptar, se possível, um discurso o mais inofensivo possível.»

Exemplos de discurso
Para ele:
«Desculpa, mas desta vez quero a tua mulher só para mim. Pode ser?»
Para ela: «Sabes? Fico pouco à vontade com o teu marido e preferia sair só contigo.»

«Ela é demasiado crítica e insiste em dar-me conselhos quando não os peço»

O que fazer
«Explicar-lhe que se sente mal com as críticas dela e que não sente necessidade dos conselhos, ainda que a intenção possa ser boa».

«Outra possibilidade, frequentemente eficaz, consiste em ignorar o mais possível as críticas e os conselhos, mas mostrar-se grata e satisfeita com outras atitudes, quando surjam».

Exemplo de discurso:
«Quando me criticas sinto-me mal e fico sem motivação para partilhar contigo as coisas. Gostava só que me ouvisses.»

«Ela é muito competitiva até mesmo comigo»

O que fazer
«Explicar-lhe que não gosta de sentir que há competição e que prefere a cumplicidade, a colaboração e a partilha.»

Exemplo de discurso:
«Sabes? Gosto de ti por aquilo que és e preferia não ter sempre esta impressão de que estás a competir comigo. Era melhor se nos ajudássemos uma à outra.»

Veja na página seguinte: Como lidar com amigas forretas

«É muito forreta mas, quando dividimos a conta do restaurante, pede sempre o prato mais caro»

O que fazer
«Explicar que reparou nesse comportamento e que isso a deixa um pouco perplexa ou, em caso de necessidade, tomar medidas mais directas e activas.»

Exemplo de discurso:
«Podes explicar-me uma coisa? Tenho a impressão de que costumas ser um bocadinho forreta mas quando dividimos a conta pedes o mais caro...». Pode também surpreendê-las com a seguinte afirmação: «Desta vez também vou pedir o prato mais caro!»

«Está sempre a pedir-me dinheiro emprestado»

O que fazer
«Explicar o que sente perante isso e o que tenciona fazer. Nesta situação costuma ser útil alguma firmeza sem ser agressiva.»

Exemplo de discurso:
«Já me pediste dinheiro antes, várias vezes, e preferia que só o fizesses em casos extremos.» Ou: «Desta vez não vou emprestar-te mais dinheiro, o meu orçamento está apertado.»

«Está sempre a dizer mal dos outros»

O que fazer
«Manifestar que prefere dizer bem dos outros, para variar, ou que simplesmente não lhe agrada esse comportamento e preferia outro. Por exemplo, apreciar mais as coisas boas da vida e das outras pessoas.»

Exemplo de discurso:
«Assim não sinto que estejamos a contribuir para que toda a gente esteja bem. E se fizéssemos um jogo? Desta vez vamos arranjar coisas positivas nas outras pessoas.»

«Ela depende demasiado de mim e insiste em imitar tudo o que eu faço»

O que fazer
«Interessar-se por ela, salientar as coisas originais e independentes que tem feito.»

«Outra alternativa consiste em manifestar que reparou no modo como ela se deixa influenciar por si e que, no entanto, aprecia muito as qualidades dela. Ajudá-la a tomar decisões e iniciativas independentes, ou aconselhar um(a) terapeuta.»

Exemplo de discurso:
«Acho que te apoias muito em mim e preferia que fizesses de outro modo. Adoro quando fazes as coisas por ti mesma e acho que te sais bem.»

Veja na página seguinte: Como reagir se a sua amiga maltrata os empregados ou os subordinados

«Ela é mal-educada com os empregados»

O que fazer
«Mostrar-lhe que desse modo o serviço tende a piorar e não a ficar melhor. Procurar que ela se coloque na pele deles para compreender o que sentiria perante o mesmo tratamento.»

Exemplo de discurso:
«Sabes? Reparei no que lhe disseste. Imagina que eras minha empregada e eu te dizia a mesma coisa. Como é que ias sentir-te?»

Quando somos nós que erramos

Pois é. Às vezes sem querer magoamos um amigo e é impossível voltar atrás. Vítor Rodrigues mostra-lhe o melhor caminho para o perdão:

«Há meses que não falo com ela e sinto-me culpada por isso»

O que fazer:
«Diga-lhe que não fala com ela há meses e se sente culpada, com saudades...»

«Manifeste que a razão para tal reside no trabalho, ocupações ou outra coisa qualquer (verdadeira, de preferência). Convide-a para sair e explique o seu agrado em poder retomar o relacionamento.»

«Esqueci-me do aniversário dela»

O fazer:
«Uma das boas coisas a fazer, num relacionamento, consiste em assumir erros ou omissões e fazer melhor a seguir. Isso ajuda os outros a confiarem em nós. Diga-lhe que se esqueceu mas agora lembrou-se».

«Peça desculpa e proponha um encontro simpático para lhe oferecer um mimo (uma prenda simpática, pessoal, pode ajudar).»

«Passei-a para segundo plano sem intenção e ela ficou magoada comigo»

O que fazer:
«Diga-lhe que reparou na mágoa dela e explique o modo involuntário como as coisas se passaram. Manifeste o seu apreço por ela e a ideia de que, para si, ela decididamente não está em segundo plano.»

«Disse-lhe algo terrível num momento de fúria»

O fazer:
«Peça desculpa e explique que em si falou a voz da ira, não a voz que assume mais como sua e que as palavras ditas não são verdadeiras. Explique o que gostaria de lhe ter dito.»

«Redima-se fazendo melhor. Não hesite em assumir os erros pois só percebendo-os podemos ir mais longe. A Humanidade repetirá a História até compreendê-la e fazer melhor.»

Texto: Vanda Oliveira com Vítor Rodrigues (psicólogo)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.