Na hora de investir no casamento os portugueses são aqueles que menos gastam, com uma média de 22.700€ em comparação com os espanhóis que são os que mais investem, com uma média de gastos de 24.900€. Os britânicos são os segundos da lista com 23.700€ e os franceses em terceiro com um gasto médio de 23.400€. Estes valores incluem o catering, o aluguer do espaço, a animação e a fotografia.

As conclusões são apresentadas pela empresa portuguesa DreambooksPro, que levou em conta a experiência de cerca de 700 profissionais de fotografia portugueses, espanhóis, franceses e britânicos.

De acordo com o mesmo estudo, os franceses são aqueles que preparam a boda com o maior tempo de antecedência seguidos pelos britânicos, pelos portugueses e por último, os espanhóis.

37% dos casais franceses começa a planear o dia de casamento com mais de um ano de antecedência da data marcada, sendo que 21% dos britânicos seguem o mesmo exemplo. No caso dos casais portugueses e espanhóis, apenas 10% optam por começar a preparação com tanto tempo de antecedência.

O intervalo de tempo entre os seis meses e um ano é o mais escolhido pelos noivos para organizar a boda. Os espanhóis são os líderes com 73% dos casais a fazerem esta opção seguidos dos portugueses (58%), dos britânicos (54%) e por último os franceses (43%).

A estação do ano em que os casais mais optam por casar é indiscutivelmente o verão, mas há diferenças na escolha dos meses. Enquanto que os portugueses preferem agosto, os britânicos e os espanhóis optam por julho e os franceses escolhem junho. No entanto, há algo comum aos quatro países: o mês de janeiro é muito escolhido, ficando em terceiro ou quatro lugar em termos de opção.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.