4 conselhos que vão proteger as suas unhas

Saiba como funcionam estas placas córneas formadas por várias camadas de oniquina, descubra o que as constitui e veja ainda o que deve fazer para as salvaguardar.

São placas córneas, formadas por várias camadas de queratina, a oniquina. Situam-se na ponta dos dedos e, além da sua função estética, protegem a polpa dos dedos e permitem uma maior sensibilidade tátil. Uma unha tem três camadas. A superficial (resultante da desvitalização das células que formam a queratina), a intermédia (que é a mais grossa) e a profunda, formada por células do leito epidérmico.

A unha é constituída pela prega ungueal proximal, que é a pele que cobre a raiz da unha, pelo eponíquio (a cutícula, que é o seu prolongamento) e pelas pregas ungueais laterais, pele que se encontra ao lado da unha e onde esta mergulha. O corpo da unha é a parte visível, aquela que se estende desde a raiz até à extremidade e cuja transparência permite ver o leito ungueal.

A matriz é uma camada de células fina, com irrigação sanguínea, onde a unha é produzida. E a lúnula, a zona mais opaca, é a responsável pelo seu crescimento até ao bordo livre, que é a parte da unha que já não está colada ao leito ungueal. Debaixo desta, está o hiponíquio, caracterizada pelo espessamento da epiderme.

4 comportamentos que melhoram o aspeto das suas mãos:

1. Não roa as unhas

Este hábito pode danificar a pele que as rodeia, tornando-as mais suscetíveis a infeções.

2. Evite a acetona

O uso frequente desta substância para remover verniz deixa as unhas secas e quebradiças. Opte por um removedor de verniz sem acetona.

3. Use luvas

Mantenha as unhas limpas e secas, evitando, deste modo, que as bactérias e fungos se desenvolvam debaixo delas.

4. Não as use como ferramenta

Utilizá-las para abrir latas, retirar agrafos, limpar sujidade incrustada debilita as unhas e torna-as mais quebradiças.

Quanto cresce uma unha?

Entre três a cinco milímetros é quanto cresce uma unha por mês, o que equivale a cerca de 0,01 milímetros por dia. Isto significa que a cada quatro a seis meses as unhas das mãos regeneram-se. No caso dos pés, o espaçamento é maior. Aí, essa regeneração demora entre 6 a 12 meses.

Texto com revisão científica de Paula Quirino (médica dermatologista no Centro de Dermatologia Epidermis no Porto e na Clinel, Clínica Médica, na Figueira da Foz)

artigo do parceiro:

Comentários