É uma fase particularmente sensível na vida de qualquer mulher. Durante a gravidez, as futuras mães devem evitar bebidas alcoólicas e tabaco, fazer exercícios de grande impacto e praticar atividades geradoras de stress. Mas também devem ter atenção a alimentos e produtos que podem comprometer a chegada de um bebé saudável. O site feminino Vix fez uma lista de aspetos menos óbvios a ter em conta:

Alimentos crus ou mal cozidos

Causadores da toxoplasmose – conhecida como a doença do gato – é uma infeção causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii. Transmite-se através da ingestão de alimentos contaminados, consumo de leite não pasteurizado (ver em baixo), transfusão sanguínea ou mesmo transmissão mãe-filho, quando a grávida está infetada e não faz o tratamento para a doença.

Na maioria dos casos, não apresenta sintomas, mas algumas pessoas podem desenvolver formas graves da doença, principalmente gestantes e pessoas com fraca imunidade. Neste caso, as consequências são muito graves: cegueira, convulsões e até morte. No entanto, a toxoplasmose tem cura e seu tratamento é feito através do uso de antibióticos.

Alimentos não pasteurizados

Para evitar intoxicações alimentares, as grávidas devem fugir de alimentos não pasteurizados, nomeadamente o leite e alimentos derivados, como queijo Brie ou Camembert. A pasteurização implica o aquecimento do alimento a alta temperatura para matar as bactérias nocivas.

Peixe com altos níveis de mercúrio

Alguns peixes e mariscos podem conter altos níveis de mercúrio e devem ser evitados durante a gravidez. O metil mercúrio é um químico tóxico que pode atravessar a placenta e prejudicar o cérebro, rins e desenvolvimento do sistema nervoso do feto.

Cafeína

Não é necessário eliminá-la em absoluto, mas é preciso moderar o consumo. Como estimulante e diurético, o café aumenta a pressão arterial, a frequência cardíaca e a frequência de micção.

Respirar o fumo de outras pessoas

Se fumar tem consequências para o feto, respirar o fumo de forma passiva pode ser igualmente prejudicial. Segundo a Health Line, empresa provedora de saúde norte-americana, existem cerca de 4000 substâncias químicas no fumo libertado pelo cigarro.

Pintar

De acordo com a American Pregnancy, é preciso medir o grau de toxicidade da tinta, que é influenciado pelos produtos químicos que contém e pela duração da exposição. Na dúvida, e se tinha planeado pintar uma parede do quarto do bebé, passe essa tarefa para outra pessoa.

Usar saltos altos

São causa de tornozelos magoados e quedas. É melhor usar sapatos confortáveis. À medida que a gravidez evolui, os pés incham e torna-se difícil encaixá-los em sapatos mais “elaborados” e estreitos.

Limpar fezes de gato

Se tiver de limpar a caixa de areia do seu gato, use luvas e lave bem as mãos. As fezes do gato podem transmitir toxoplasmose, doença parasitária rara. É preferível evitar a proximidade do seu animal de estimação.

Para saber mais:

https://www.vix.com/pt/maes-e-bebes/564850/proteja-seu-bebe-evitando-estes-habitos-durante-a-gravidez

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.